Meiko



Meiko é uma vocaloid japonesa feminina baseada na voz de Meiko Haaigo. Foi a primeira vocaloid japonesa a ser lançada, em Novembro de 2004.

História
Em 24 de Julho de 2003, foi lançado um álbum chamado “HISTORY OF LOGIC SYSTEM” (História do sistema lógico), que incluiu uma música usando chamada “Ano Subarashii Ai wo Mou Ichido” (Aquele maravilhoso amor mais uma vez) onde os cantores da música eram Meiko e Kaito em suas versões beta.
Na época de seu lançamento a Crypton, percebendo o mercado Otaku como possível foco de consumidores, decidiu que seria interessante ter um avatar mais apelativo àquele público e lançou um produto ilustrado por um próprio funcionário da empresa, Shogo Washizu, hoje ex-funcionário da empresa. A estratégia deu tão certo que no início Meiko vendeu 3000 unidades, o que na época era considerado um feito para um software tão underground. Esse sucesso de vendas foi o que influenciou mais tarde a criação dos Character Vocal Series (CVs). Foi também graças ao sucesso de Meiko, e futuramente de Hatsune Miku, que a Crypton focou apenas em vocaloids femininos para a era Vocaloid2. Hoje em dia Meiko é a vocaloid da Crypton mais desconhecida, devido ao mercado Otaku exigir a presença de meninas mais jovens e moe e de outras vocaloids mais novas, embora ainda seja muito popular em relação a outros vocaloids, é cada vez mais raro ver producers utilizando-a.
Em 2011, um append para meiko foi confirmado via twitter pela Crypton, segundo eles a ordem de lançamento dos futuros appends seriam Meiko > Kaito > Luka, o primeiro demo do append da Meiko foi na música Lollipop Factory, por Oster Project. Não sabe-se quantos appends Meiko terá, mas a Crypton está trabalhando na conversão de seus appends para o Vocaloid3. Existe a possibilidade de Meiko ganhar uma versão inglesa, acompanhando os outros dois novos voicebanks ingleses de Miku e Kaito, esse boato não foi confirmado pela Crypton.

Merchandising
Meiko não tem muitos produtos relacionados a sua imagem por ser a menos popular entre os vocaloids da Crypton. Ela ganhou, entre uma série de outros pequenos goodies como chaveiros, mousepads, etc, três nendoroids da GoodSmile Co, uma para sua versão original, uma versão “cheerful Japan” (não há grandes diferenças entre a versão original e a Cheerful Japan, a segunda é apenas para ajudar na campanha Pray for Japan) e uma terceira versão baseada em sua Fan-made Sakine Meiko.

Utilização Musical
Ambos Meiko e Kaito foram desenvolvidos para serem utilizados por profissionais, construidos para harmonizarem em canto e tinham seu foco voltado para backvocals, coral e funções secundárias dentro de uma música, sendo adequados para vários gêneros músicais como Rock, Jazz ou até mesmos músicas infantis. Dentre os vocaloids da geração 1 (que utilizam o primeiro editor), Meiko é o banco cujo ruído metálico característico da engine é mais perceptível, mesmo assim, devido a seu alto alcance vocal.
Inicialmente ela foi lançada para o editor 1.0 e depois teve um patch de update para a versão 1.1, a versão 1.1 trouxe diversas melhorias em sua voz, tirando um pouco da nasalidade natural do banco de voz.

Recepção
Meiko foi um sucesso inicial de vendas mas com o tempo e o lançamento de vocaloids mais recentes ela se tornou um dos produtos menos vendidos da Crypton. Houveram tentativas de reviver sua popularidade, embora ela ainda permaneça na última posição, todo ano seu aniversário é comemorado via KareT e volta e meia algum producer emplaca o topo dos rankings com uma música cantada por ela.

Trivia
- A autora da trilha sonora de Paprika anunciou que usou uma Vocaloid na trilha sonora original do filme. Por não revelarem qual Vocaloid foi utilizado, exceto o fato de que era uma Vocaloid feminina, muitos fãs especularam que fosse a Meiko. Mais tarde ela mencionou na entrevista de uma revista que a Vocaloid era a Lola.
- Meiko e Kaito são geralmente referidos como “Nenchou-gumi” (年長組, Os mais antigos) comparados a Vocaloid 2.
- Um copo de Ozeki (Sakê amplamente disponível em máquinas de venda) geralmente serve como seu item.
Devido a boxart de Meiko esconder a frente da jaqueta, é difícil dizer como seu design é ao certo, o resultado está até mesmo nas artworks de games como Project Diva ou Project Mirai, onde há variação nas partes da frente.
- Sua idade nunca foi dita. Em Maker Hikōshiki Hatsune Mix, ela é geralmente retratada como uma mulher de meia idade por Kei, porém, como mencionado na entrevista de uma revista, o que ele revela na comic não são características oficiais.
- Em Zoku Sayonara Zetsubou Sensei, mulheres muito parecidas a Meiko são vistas na fila de espera durante as audições do papel de Meru Meru, porém elas não tem as cores conhecidas da Meiko. Miku (embora interpretada por Fujita Saki) também é vista falando nas audições.
- Um velho mito diz que as amostras de voz dela não são de Meiko Haigo, mas seriam de um computador que gerou amostras que pareciam com ela, esse boato foi desconfirmado pela Crypton.


0 comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More